Notícias

Fecho de Mercados | 7 de abril de 2021

Os três maiores índices dos Estados Unidos abriram a sessão desta quarta-feira a negociar de forma mista, num dia em que serão divulgadas as minutas relativas à última reunião de política monetária da Reserva Federal, em março. Entre outras coisas, os investidores estarão atentos a possíveis pistas relativas às metas da inflação e do emprego, e em datas mais específicas sobre quando o banco central poderá começar a tirar o pé do acelerador relativamente ao seu programa de compras de ativos. Hoje, Klaas Knot, governador do banco central dos Países Baixos, disse à Reuters que o Banco Central Europeu (BCE) poderá tirar o pé do acelerador a partir do terceiro trimestre deste ano no ritmo de compras de ativos à luz do programa de emergência criado para responder à pandemia, caso a economia na Zona Euro recupere de forma robusta até lá. (Negócios);

A Toshiba está a considerar uma proposta de 20 mil milhões de dólares avançada pela CVC Capital Partners, que com este investimento pretende retirar a empresa japonesa de bolsa. A notícia está a ser avançada pela Reuters, com base em fontes próximas da matéria que preferiram não ser identificadas. A CVC está a considerar oferecer um prémio de 30% sobre as atuais cotações da Toshiba, numa oferta não hostil, o que avalia este negócio em 2,3 biliões de ienes (17,66 mil milhões de euros), com base no preço de fecho de terça-feira. As ações da Toshiba já dispararam 18%. (Negócios);

Portugal efetuou esta quarta-feira uma emissão sindicada de dívida a 10 anos, tendo colocado 4 mil milhões de euros em títulos com maturidade em 17 de outubro de 2031, que pagam uma taxa de juro em redor de 0,3%. De acordo com a Bloomberg, o "guidance" iniciou nos 29 pontos base acima da taxa "mid swap" do euro e fechou nos 28 pontos base, o que aponta para uma yield de 0,309%. o Tesouro português optou por colocar 4 mil milhões de euros, tirando partido da forte procura por parte dos investidores, que fechou nos 30 mil milhões de euros. Apesar da procura ter ficado 7,5 vezes acima da oferta, ficou abaixo da marca histórica de 40 mil milhões de euros em ordens que foram dadas na emissão sindicada de fevereiro. (Negócios);

Acompanhe os principais títulos e índices dos principais mercados em montepio.pt/mercados.

ImprimirTamanho da letraA-A+